Segunda a Sexta: 07h00 às 19h00
Sábado | 07:30 às 12:00

(16) 3441.1076 | 34411077

Notícias // UnaVita Clínica Médica. Bem-estar do paciente e atendimento diferenciado.

O Verde da Esperança - Dr. Paulo Henrique Pisi
25 de Fevereiro, 2020

O Verde da Esperança - Dr. Paulo Henrique Pisi

O verde da Esperança

Prevenção e diagnóstico precoce, segundo o coloproctologista da Clínica UnaVita Dr. Paulo Henrique Pisi - CRM 112:721), são palavras de ordem na luta contra o câncer colorretal. O câncer colorretal figura entre os mais incidentes no Brasil e no mundo. É o que acomete o intestino grosso, o reto e o ânus. Dados do INCA apontam a incidência de 36.360 novos casos em 2018, um aumento de 6% em relação ao ano anterior. o câncer colorretal é o segundo mais frequente nas mulheres (após mama) e o terceiro no homem (após próstata e pulmão). Tamanha incidência chamou a atenção da Sociedade Brasileira de Coloproctologia para criação de um mês dedicado à prevenção e ao diagnóstico precoce - o Setembro Verde - que segundo o coloproctologista podem, na maioria dos casos, evitar a doença. O aumento da incidência ocorre, de acordo com o especialista, aos maus hábitos alimentares da população, uso abusivo de álcool e tabaco, obesidade, sedentarismo, estresse e, em partes, também pela poluição das grandes cidades. "O segredo da prevenção está no estilo de vida: alimentação balanceada, com poucas gorduras de origem animal, carne vermelha em quantidade moderada, bastante fibras e pouco açúcar, orienta Paulo Pisi. Evitar o consumo excessivo de álcool e cigarro e praticar exercícios regularmente para reduzir a incidência de obesidade e sedentarismo também são atitudes aliadas no combate a esse tipo de câncer. Entretanto, alem da munda no comportamento, Paulo Pisi enfatiza a realização de exames preventivos, entre eles, a colonoscopia. "Nesse exame, é possível detectar polipos - pequenos tumores -, em usa maioria benignos, que aparecem no intestino grosso e podem crescer até se transformar em câncer, explica. A identificação e a retirada desses polipos de acordo com Pisi, evitam o surgimento do câncer, uma vez que cerca de 95% dos canceres colorretais se originam nesses pólipos. * Matéria feita para revista Revide - Ribeirão Preto. Sabia mais em: www.revide.com.br/edicoes/impressa/983/#page/71