Segunda a Sexta: 07h00 às 19h00
Sábado | 07:30 às 12:00

(16) 3441.1076 | 34411077

Notícias // UnaVita Clínica Médica. Bem-estar do paciente e atendimento diferenciado.

Nota importante: repelentes e outras medidas de prevenção contra zika, dengue e chikungunya.
31 de Janeiro, 2016

Nota importante: repelentes e outras medidas de prevenção contra zika, dengue e chikungunya.

Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) orienta como se proteger do Aedes Aegypti, o mosquito transmissor dessas doenças. Qual é o repelente ideal, seguro e como deve ser usado? Atenção: crianças até 6 meses de idade não podem usar repelentes! – Repelentes para crianças entre 6 meses e 2 anos de idade Repelentes que contenham na sua fórmula a seguinte substância: IR3535 – duração de até 4 horas, aplicar uma vez ao dia – Repelentes para crianças entre 2 e 7 anos de idade Repelentes que contenham na sua fórmula uma das seguintes substâncias: IR3535 – duração de até 4 horas, aplicar até duas vezes ao dia Icaridina 20-25% – duração de 10 horas, aplicar até duas vezes ao dia DEET infantil 6-9% – duração de 4-6 horas, aplicar até duas vezes ao dia – Repelentes para crianças a partir de 7 anos de idade Repelentes que contenham na sua fórmula uma das seguintes substâncias: Icaridina 20- 25% – duração de 10 horas, aplicar até três vezes ao dia DEET infantil 6-9% – duração de 4-6 horas, aplicar até três vezes ao dia IR3535 – duração de até 4 horas, aplicar até três vezes ao dia – Repelentes para adultos e gestantes Repelentes que contenham na sua fórmula uma das seguintes substâncias: Icaridina 20-25% – duração de 10 horas, aplicar até três vezes ao dia DEET 10-15% – duração de 6-8 horas, aplicar até três vezes ao dia IR3535 – duração de até 4 horas, aplicar até três vezes ao dia   IMPORTANTE O repelente não deve ser aplicado sob as roupas. Aplique o produto somente nas áreas que ficarão expostas. Não aplique mais de três vezes ao dia. Pode causar intoxicação. Se for usar hidratante ou filtro solar, espere secar e aplique o repelente 15 minutos após o uso desses produtos. O repelente sempre é o último a ser aplicado. Não aplique próximo das mucosas (olhos, nariz, boca). Lave as mãos após o uso. Não aplique nas mãos das crianças. Elas podem levar o produto à boca. Não durma com repelente. Tome um banho para remover o produto antes de dormir. Estudos científicos mostram que a icaridina 20-25% fornece mais proteção contra o Aedes Aegypti do que o DEET 6-9%. QUAIS OUTRAS MEDIDAS PODEM PREVENIR ESSAS DOENÇAS? REPELENTES ELÉTRICOS (AQUELES QUE SÃO LIGADOS NA TOMADA) Repelentes elétricos (que liberam inseticidas) são úteis para reduzir a entrada dos mosquitos. Coloque-os próximo de portas e janelas.   OUTRAS MEDIDAS: ROUPAS, APARELHOS, AR-CONDICIONADO E VENTILADORES Não use hidratantes e cosméticos com perfumes. Eles atraem o mosquito. Prefira roupas claras, manga longa e calça comprida. Evite roupas escuras (que atraem o mosquito) e muito coladas ao corpo, pois elas permitem a picada. Resfrie o ambiente: ar-condicionado e ventilador espantam o mosquito. A literatura científica não respalda a eficácia de aparelhos que emitem luzes nem aparelhos ultrassônicos.   EVITE A PROLIFERAÇÃO E A PICADA DO MOSQUITO O mosquito Aedes Aegypti prolifera-se em água parada. Portanto, evite o acúmulo de água em vasos de plantas, caixas d’água abertas, pneus, baldes e tanques. Coloque tampa em recipientes, areia nos vasos e pneus. Tampe sua caixa d’água. Lembre-se: o mosquito ataca mais nas primeiras horas da manhã e no final da tarde: mantenha janelas e portas fechadas nesse período. Utilize mosquiteiros e telas nas janelas e portas. As telas impedem a entrada do Aedes em sua casa. Em berços e camas, podem-se instalar mosquiteiros. É permitida a aplicação de repelentes em spray sobre o mosquiteiro para aumentar sua eficácia. fonte: http://www.sbd.org.br - Sociedade Brasileira de Dermatologia