Segunda a Sexta: 07h00 às 19h00
Sábado | 07:30 às 12:00

(16) 3441.1076 | 34411077

Notícias // UnaVita Clínica Médica. Bem-estar do paciente e atendimento diferenciado.

Consumo de Lichia
12 de Fevereiro, 2017

Consumo de Lichia

Consumo de Lichia.

Um artigo publicado no Lancet demonstrou com um grau alto de convicção que episódios de mortes inexplicáveis de crianças na Índia e outros países asiáticos, que muitos imaginavam ser devido a algum vírus desconhecido, devia-se na verdade, a um consumo excessivo de lichia. As crianças apresentavam convulsões e alterações no nível de consciência: consumo de lichia. Ao dormirem sem jantar elas consumiam a fruta pela manhã e evoluíam com o quadro descrito. A presença de metilenociclopropilglicina e metilenociclopropilalanina na lichia é descrita desde 1956. Aparentemente, lichias de alguma regiões possuem mais essa substância do que outras, não se sabe exatamente porque. As ações destes inibindo enzimas que participam da betaoxidação de ácidos graxos, limitando a neoglicongênese e propiciando a hipoglicemia, que no caso das crianças foi letal, também já era sabida. Fonte: Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade - ABESO