Segunda a Sexta: 07h00 às 19h00
Sábado | 07:30 às 12:00

(16) 3441.1076 | 34411077

Notícias // UnaVita Clínica Médica. Bem-estar do paciente e atendimento diferenciado.

10 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre Hipertireoidismo.
10 de Março, 2016

10 Coisas Que Você Precisa Saber Sobre Hipertireoidismo.

O hipertireoidismo é um problema na tireoide (glândula que regula a função de órgãos importantes como o coração, o cérebro, o fígado e os rins), que se caracteriza pela produção excessiva dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina). Confira, abaixo, as 10 coisas que você precisa saber sobre hipertireoidismo. 1. O desencadeamento do hipertireoidismo pode ocorrer devido ao excesso de iodo que pode estar presente em alguns medicamentos, ao surgimento de nódulos na glândula, ao funcionamento mais acelerado da tireoide ou à ingestão dos hormônios da tireoide. 2. A incidência de hipertireoidismo é bem mais frequente na mulher do que no homem. 3. O diagnóstico de hipertireoidismo é feito através de exames de sangue, com a dosagem dos hormônios tireoidianos (T3 e T4, que ficam aumentados) e do hormônio que regula a tireoide, o TSH. 4. A causa mais comum de hipertireoidismo é a Doença de Graves, que ocorre quando o sistema imunológico começa a produzir anticorpos que atacam a própria glândula tireoide. 5. Um dos sintomas mais frequentes da Doença de Graves ocorre nos olhos Podem ocorrer sintomas e sinais oculares como dor na movimentação, fotofobia (incômodo ccom a luz), olhos vermelhos e saltados 6. Há risco do hipertireoidismo afetar a gravidez ou a fertilidade feminina, entre outros males. 7. Nervosismo, ansiedade e irritação, assim como mãos trêmulas e sudoreicas podem ocorrer em pessoas com hipertireoidismo. 8. Pessoas com hipertireoidismo podem sofrer de perda de apetite, intolerância a temperaturas quentes, intestino solto, fraqueza nos músculos, queda de cabelo, perda de cálcio nos ossos, entre outros problemas. 9. Ocorre um aumento do volume da tireoide durante o hipertireoidismo. 10. O tratamento do hipertireoidismo deve ser acompanhado por um endocrinologista e a dosagem hormonal precisa ser checada periodicamente. Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia